Avaliação de Impacto B, usando os negócios como uma força para o bem

Uma das minhas leituras de março foi o livro O Manual da Empresa B escrito pelo consultor, palestrante e coach executivo Ryan Honeyman e publicado pela editora Voo. O livro é literalmente um manual que tem como propósito nos ajudar a compreender sobre o universo das Empresas B e como transformar nossos negócios em forças para o bem.

As primeiras Empresas B começaram a ser certificadas em 2007, a Certificação B faz parte do projeto B Lab, uma organização sem fins lucrativos que se dedica a aproveitar o potencial dos negócios para solucionar problemas socioambientais.

Foi criada em 2006 por Gilbert, Houlahan e Kassoy, empresários que, motivados pelo objetivo de desenvolver um projeto que fosse o melhor para o maior número de pessoas pelo maior tempo possível, entenderam que no lugar de criar uma nova empresa precisavam criar um processo de certificação para as empresas existentes que as incentivasse a ter práticas que gerassem benefícios para todas as partes envolvidas, trabalhadores, comunidade, meio ambiente, governo.

“Usar os negócios como uma força para o bem é bom para os negócios.”
Ryan Honeyman

O que você vai encontrar neste artigo

  1. O que é uma Empresa B
  2. Cinco benefícios de se tornar uma empresa B
  3. Por que Empresas B são uma força para o bem?
  4. O que é e como fazer a Avaliação de Impacto B
  5. Oito Empresas B brasileiras para nos inspirar
  6. Conclusão

O que é uma Empresa B

São empresas que realizaram a Avaliação de Impacto B e, por cumprirem os rigorosos requisitos de desempenho socioambiental, responsabilidade e transparência, conquistaram a certificação de Empresa B. Para receber essa certificação as empresas precisam alcançar o mínimo de 80 dos 200 pontos da Avaliação de Impacto B.

A certificação avalia toda a empresa, é um processo rigoroso e a média das pontuações é de 95 pontos. A Avaliação de Impacto B é gratuita, mas para receber a certificação é preciso submeter a avaliação a análise do Sistema B ou B Lab e pagar uma taxa anual de certificação.

“Não perca tempo. Seja para testar a avaliação por conta própria ou buscar a certificação oficial, é um processo esclarecedor que só vai lhe dar mais informações sobre o seu próprio negócio e como poderá melhorá-lo.”
Depoimento de Rob Michalak, diretor global de missão social da Ben & Jerry’s, retirado do livro O Manual da Empresa B

Cinco benefícios de se tornar uma Empresa B

No livro o autor compartilha dez benefícios, aqui trago os cinco que considero de maior impacto para as empresas.

1. Fazer parte de uma comunidade de líderes com valores compartilhados

Parte das empresas que se interessam pela certificação de Empresa B são motivadas principalmente pelos benefícios de marketing, mas ao conhecerem e conviverem com as empresas que fazem parte da comunidade descobrem que um dos maiores benefícios de se certificarem é a força da comunidade.

A comunidade de Empresas B gera o sentimento de pertencimento a algo que é maior do que o negócio individual, é um “ecossistema” que transpira e inspiração positividade, colaboração, inovação e entusiasmo em todos e todas que dele fazem parte.

“A comunidade de Empresas B se beneficia de um alto nível de confiança, alta qualidade intelectual e uma chama empresarial que é mais poderosa que a de qualquer outro grupo que já vi.”
Ryan Honeyman

2. Atrair talentos e envolver os funcionários

Hoje os colaboradores, principalmente a geração millennial, sente a necessidade de alinhar valores pessoais e corporativos, buscam e querem trabalhar com negócios que têm um propósito maior que os interesses individuais, maior que a busca por lucro.

Necessitam unir trabalho à vida, querem se dedicar a algo pelo que são apaixonados, para conseguir satisfazer tanto a parte econômica quanto a necessidade de viver e servir a um propósito maior.

Empresas B são atraentes porque estão transformando e redefinindo o conceito e a forma como desenvolvemos os negócios de sucesso a nível global.

3. Aumentar a credibilidade e ganhar confiança

A cada ano nos tornamos mais exigentes quanto a qualidade do que consumimos. Queremos entender sobre os processos das empresas, porque e como criam seus produtos, quais são os ingredientes, como são testados, estamos cada vez mais interessados em entender a história e propósito por traz do que usamos.

A certificação de Empresa B avalia, incentiva e nos ajuda a tornar nossos negócios mais transparentes para os consumidores, saindo dos conceitos intangíveis como “empresa verde” para algo mais concreto e mensurável. A Certificação B é um dos certificados ecológicos mais confiáveis do mercado.

4. Atrair investidores

Investidores de impacto são atraídos por Empresas B, principalmente os que usam critérios socioambientais para tomar decisões de investimento.

“Foi muito útil poder usar nossa certificação de Empresa B – e convidar potenciais investidores a analisar a metodologia da Empresa B – como vitrine e assim mostrar como medimos nosso impacto socioambiental.”
Depoimento de Ben Sandzer-Bell, CEO da Co2 Bambu, retirado do livro O Manual da Empresa B

5. Proteger a missão de uma empresa para longo prazo

Uma das motivações para criação das Empresas B é a proteção dos valores socioambientais originais da empresa. Para isso, as Empresas B Certificadas são orientadas a retificar documentos oficiais com seus compromissos socioambientais, para que essa missão seja protegida a longo prazo.

Essa estratégia de proteção é muito relevante quando pensamos no planejamento de sucessão de líderes e aumento de capital das empresas.

“A Patagonia está tentando construir uma empresa que possa durar mais de cem anos. A legislação de Benefit Corporation cria o marco legal que permite que empresas orientadas por uma missão, como a da Patagonia, permaneçam norteadas por ela em meio a sucessões, aumentos de capital e até mudanças de propriedade, institucionalizando os valores, a cultura, os processos e os altos padrões implementados pelos fundadores.”
Depoimento de Yvon Chouinard, fundador da Patagonia, retirado do livro O Manual da Empresa B

Por que Empresas B são uma força para o bem?

Acredito que os tópicos anteriores já evidenciam muitos motivos que tornam as Empresas B uma força para o bem, mas é importante reforçar que Empresas B Certificadas são negócios que estão conscientes dos impactos que causam a comunidade, as pessoas que fazem o negócio acontecer e ao planeta. São empresas que se esforçam para ser melhores para o maior número de pessoas pelo maior tempo possível.

Um exemplo dessa força e propósito é a Greyston Bakery, conhecida por ser a principal fornecedora dos brownies usados no preparo dos sorvetes da Ben & Jeery’s, outra Empresa B. A Greyston têm uma política de contratação aberta, ou seja, oferecem oportunidade de emprego para qualquer pessoa. A missão dessa empresa é produzir brownies para empregar pessoas.

Fonte: https://www.benandjerry.com.br/valores/como-conduzimos-o-nosso-negocio/brownies

O que é e como fazer a Avaliação de Impacto B

A Avaliação de Impacto B é uma ferramenta que ajuda empresas no processo de transformar seus negócios em forças para o bem, usando para isso medidas concretas, mensuráveis e executáveis. É um serviço público, de gerenciamento on-line e gratuito, que avalia o desempenho socioambiental das empresas numa escala que vai de 0 a 200 pontos.

Ao realizar a avaliação você terá acesso aos guias de melhores práticas, dados comparativos e um relatório de melhoria individualizado. É importante ressaltar que fazer a Avaliação de Impacto B não obriga a empresa a se tornar uma Empresa B Certificada, mas costuma ser o primeiro passo para certificação.

O autor estima que é possível realizar uma amostra rápida da avaliação em 90 minutos. A estratégia para realizar a primeira avaliação é pular as questões que não sabemos responder, fazer estimativas e tentar responder a todas as questões no tempo máximo de 90 minutos, tendo como objetivo inicial obter o panorama amplo sobre as questões da avaliação e não ficar tentando responder todas as perguntas corretamente.

A Avaliação de Impacto B pode ser realizada por qualquer empresa, de qualquer ramo, incluindo startups, a sugestão é de que as empresas tenham o mínimo de seis meses em atividade. A avaliação é dividida em cinco seções conhecidas como, Trabalhadores, Comunidade, Meio Ambiente, Governança e Modelos Empresariais de Impacto. Para uma empresa conseguir a certificação é necessário alcançar no mínimo 80 pontos.

O B Lab fornece apoio e material auxiliar para que todas as empresas consigam fazer a avaliação e implementar mudanças em seus negócios, independente da certificação, são mais de 40 guias de recursos para auxiliar nessa jornada.

“Descobrimos que encaixar nosso negócio nos modelos de negócios estruturados na avaliação era mais desafiante do que o esperado. Nossa sugestão, se você estiver se deparando com uma questão semelhante, seria envolver o B Lab desde o início do processo para obter algum esclarecimento em torno desta parte da avaliação.”
Depoimento de Ashley Bloom, sócia da Metropolitan Group, retirado do livro O Manual da Empresa B

Oito Empresas B brasileiras para nos inspirar

A certificação chegou no Brasil em 2014 através do Sistema B Brasil, hoje são mais de 63 empresas brasileiras certificadas. Aqui trago oito dessas para servir de inspiração.

  1. Natura Cosméticos
  2. Editora Voo
  3. Mãe Terra
  4. Meu Copo ECO
  5. Reserva
  6. Sanar Saúde
  7. Grupo Gaia
  8. Cerveja Praya

Grupo Gaia. Fonte: https://vejasp.abril.com.br/cidades/grupo-gaia-joao-paulo-pacifico

Conclusão

Como vimos em todo o artigo, dá para mudar o mundo mudando a forma como criamos e gerimos os nossos negócios. Sair do espaço de vítimas para protagonistas da mudança que acreditamos ser necessária, podemos fazer isso consumindo serviços e produtos de empresas conscientes da responsabilidade socioambiental e também integrando e criando negócios que sejam uma força para o bem.

Até o próximo.

Sem comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *