A arte de integrar luz e sombra

Somos seres duais, acredito que temos em nós a luz e a sombra e o poder de escolher negar ou integrar essas energias. Sem a existência de ambas seria impossível enxergarmos uns aos outros, sem a dualidade não existiria bem e mal, certo e errado, porque estamos falando das polaridades da mesma coisa. 

Entender a dualidade às vezes é um pouco complexo e enxergar a manifestação dessa dualidade em nós costuma ser doloroso, principalmente se tratando das nossas sombras.

“A nitidez é uma conveniente distribuição de luz e sombra”
Johann Goethe

Todos nós, querendo ou não, temos sombras. Aquela que enxergamos quando a luz nos ilumina e as sobras que enxergamos através do que pensamos, falamos e de como agimos. Inveja, raiva, ira, cobiça, luxúria, entre tantos outros sentimentos que definimos socialmente como negativos, mas que todos sentimos e podemos escolher, acolher ou reprimir quando se manifestam.

Do mesmo lugar que brotam as sombras também desabrocha a luz, o amor, compaixão, paciência, bondade, generosidade. Parece contraditório imaginar que alguém que age amorosamente também possa agir movida pela raiva, mas é possível e faz parte da nossa natureza. O caminho da integração dessas energias é sobre enxergar que existem, iluminar e acolher essas manifestações e através desse reconhecimento escolher agir movidos pelo denso ou sutil, mas ambos existem.

A auto observação nos leva a enxergar partes nossas que são inicialmente difíceis de aceitar. Não queremos errar, queremos ajudar os outros e sermos reconhecidos pelo bem que fazemos, compreender que às vezes, na tentativa de fazer o que consideramos certo, machucamos os outros tende a ser doloroso. Costumamos projetar a incompreensão das nossas ações nos outros, muito do que consideramos certo para nós, não é para o outro, tudo é uma questão de perspectivas dentro de uma realidade pessoal e intransferível.

Mas voltando a falar sobre luz e sombra, até as pessoas que enxergamos fazendo ações benéficas lidam com suas sombras e aquelas que provocam mal também geram benefícios a outros. Nós não vivemos a vida do outro para compreender a fundo a sua existência, mas temos muitas semelhanças e a existência da luz e da sombra é uma delas. Se observar em profundidade nos faz compreender sobre nós e também sobre os outros. 

Somos diferentes fisicamente, na forma como nos expressamos, nos nossos desejos, experiências, mas em essência somos semelhantes e as nossas ações tendem a ser movidas pela busca da felicidade e fuga do sofrimento.

A luz e sombra existem em nós e acredito que é importante para nossa jornada evolutiva reconhecer e integrar essas polaridades.

Que consigamos integrar as energias que existem em nós, que passemos pelas experiências necessárias para nossa evolução.

Abraço. 

Um comentário

  1. erotik disse:

    Fuck google, sex google Fuck google, sex google Fuck google, sex google Sella Fulton Nestor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *